COMO FUNCIONA?

O que é a Carta de Crédito ou Consórcio ?

O consórcio é uma alternativa muito interessante para quem está procurando uma forma de fazer uma compra parcelada, sem ter que arcar com os juros existentes em um financiamento bancário. Porém, quem recorre a ele fica condicionado a fazer a compra somente no momento em que ocorre a contemplação, através de:

Sorteio que é realizado em assembléia mensal

Lance vencedor

No encerramento do grupo de consórcios


Uma maneira de obter o crédito com maior agilidade, no entanto, é optar por comprar um consórcio contemplado. Essa prática é recorrente por conta do imediatismo de quem deseja comprar, que justifica um valor elevado devido à conveniência de já ter a quantia à disposição. É preciso deixar claro que para a aquisição do consórcio contemplado de um terceiro, o comprador deverá seguir as exigências cadastrais da administradora, tais como :

Renda comprovada/ declarada, parcela apta a 30 % do valor líquido mensal

CPF sem restrições

Em alguns casos poderá ser solicitado um avalista, dentro dos mesmos critérios

Após aprovação cadastral o cessionário (comprador) realiza o pagamento da taxa de transferência e do valor total da entrada negociada, recebe a Cessão de Direito e finaliza o processo junto a administradora de consórcios.

Não se esqueça que o consórcio contemplado é um crédito apto para uso , mediante critérios e regras estabelecidas pela administradora do grupo e cota adquirido, todas as dúvidas referente ao faturamento deve ser investigada pelo próprio comprador diretamente com a administradora de consórcios que pretende

adquirir. É preciso esclarecer que uma pessoa contemplada em um consórcio, não recebe valores em espécie para fazer a aquisição do bem, mas sim um crédito,

mediante apresentação do bem como garantia, esse bem móvel ou imóvel deverá que será liberado na conta do vendedor do bem, tendo este que estar obrigatoriamente, dentro

das regras exigidas pela administradora de consórcios.

*Taxa de transferência de titularidade:

Como a administradora assumirá um compromisso com o novo consorciado, isso implica em pequenos trâmites burocráticos e alguns custos para a empresa.

Em virtude disso, é natural que ela cobre uma taxa para fazer a transferência da cota de uma pessoa à outra. Procure saber qual o valor dessa taxa e os processos necessários para que a troca seja efetivada

VEJA COMO É SIMPLES.

1.º Passo

A escolha

Acesse a planilha de consórcios que procura , opte por um crédito que a parcela se encaixe na sua renda (30 % da renda bruta ) + CPF sem restrições, são as exigências obrigatórias para a aquisição do consórcio já CONTEMPLADO.

2.º Passo

Contato

Feita a opção, basta clicar mo ícone de acesso via whatsapp ou e-mail, retornamos com informações adicionais referente a aprovação cadastral e regras aceitas pela Central do Consorciado da administradora escolhida.

3.º Passo

Aquisição

A aquisição só ocorre via aprovação cadastral na maioria das administradoras, que gera o boleto referente a taxa de transferência de titularidade, que após pagamento gera a Cessão de Direitos, nesse momento o cessionário(comprador) efetua o pagamento da entrada e recebe a via original por sedex.

4.º Passo

Transferência

Após o recebimento das vias da Cessão de Direitos por sedex, o comprador é responsável por finalizar o processo: assinando, reconhecendo e postando, conforme orientações encaminhadas à Central da Administradora de Consórcios, que conclui o processo e disponibiliza o crédito para uso imediato, dentro das regras de aceitação.